As Cachoeiras de Paraty

No segundo dia em Paraty, resolvemos explorar a região das cachoeiras. Mais uma vez decidimos fazer tudo por conta própria com ajuda do nosso mapa e do GPS.

As únicas preocupações eram saber se o carro passaria sem problemas pela estrada de terra e se as trilhas seriam longas e difíceis.

Foi aí que veio a surpresa. É tão fácil e simples conhecer as Cachoeiras de Paraty que não entendo como as pessoas colocam tanta dificuldade na informação.

Cachoeira do Tobogã:

A primeira parada foi na Cachoeira do Tobogã e é muito simples chegar até ela. É só pegar a estrada Paraty-Cunha e prestar atenção nas placas. A entrada da cachoeira fica à esquerda sentido Cunha em frente ao Alambique Engenho D’Ouro. Há uma igreja branca em cima de uma grande pedra também que indica que você chegou.

É nesse ponto que você deve ficar
É nesse ponto que você deve ficar

Neste mesmo local há estacionamento onde paguei R$10,00 (preço para até 24 horas).

Não se preocupe com a estrada até lá. A via não está interditada e é toda asfaltada.

A trilha é super leve e consiste em 2min de caminhada sem obstáculos.

A Cachoeira do Tobogã é super divertida. Quem tem coragem pode subir na pedra e vir escorregando até cair na água. Pareceu bem legal, mas não tive coragem. Muitas crianças se aventuraram ali também com seus pais. Parece segura, mas…

Repare na moça escorregando
Repare na moça escorregando

Pra quem prefere não arriscar, essa cachoeira é ótima para banho e não é tão funda.

Boa para banho
Boa para banho

Subindo por onde o pessoal se prepara para escorregar, há um mini poço formado pela cachoeira que é ótima e rasa para a brincadeira com crianças. Nesse trecho não tem muitas pedras e há muitos peixinhos.

Parte de cima
Parte de cima

Poço do Tarzan:

O Poço do Tarzan fica um pouco acima da Cachoeira do Tobogã. Uma pequena trilha de 5min é suficiente para chegar lá.

O poço é fundo e há uma enorme pedra de onde as pessoas saltam. Eu achei perigoso, mas tem gente que arrisca.

As pessoas pulam dessa pedra
As pessoas pulam dessa pedra

No poço deu pra tomar banho na parte rasa. A água é super limpa e o local é lindo e convidativo para banho. Se você souber nadar, dá pra ir mais pro meio pra se divertir.

Camille tomou banho
Camille tomou banho

No Poço do Tarzan há restaurante com banheiro, mas para chegar tem que atravessar uma ponte que balança. :/

Saímos da cachoeira revigorados e mortos cheios de fome – cachoeira dá muita fome – e resolvemos almoçar no restaurante que fica no Alambique Engenho D’Ouro. Mas primeiro conhecemos o Alambique e por mais que não bebamos, é sempre legal conhecer o processo de fabricação e a tradição da cidade.

Alambique Engenho d'Ouro
Alambique Engenho d’Ouro

O almoço no restaurante Engenho D’Ouro que é simples e gostoso. Comida caseira de qualidade é servida no estilo self service. Eles possuem a la carte também, mas não experimentamos.

Restaurante Engenho d'Ouro
Restaurante Engenho d’Ouro

Cachoeira Pedra Branca:

Energias recuperadas, seguimos até a cachoeira Pedra Branca. Para chegar até ela é só voltar sentido Paraty. Há placas indicando e não há como errar. O caminho é uma parte asfaltada e depois somente terra. Passamos sem maiores dificuldades.

Uma parte do caminho
Uma parte do caminho

A Cachoeira Pedra Branca fica em uma propriedade particular e é necessário pagar uma taxa de R$4,00 para entrar. Não há cobrança de estacionamento.

Não há exatamente uma trilha e sim um caminho até chegar na cachoeira que são duas.

A primeira é somente para observação e acho que ninguém toma banho ali, pois são 6 metros de profundidade. Mas é bem bonita.

6 metros de profundidade
Não parece, mas tem 6 metros de profundidade

A segunda possui 4 metros de profundidade, mas há locais mais próximos as pedras que são rasos e dá pra aproveitar.

4 metros em alguns pontos
4 metros em alguns pontos
Ela também aproveitou a Pedra Branca
Ela também aproveitou a Pedra Branca

Cachoeira 7 quedas:

Essa cachoeira não é tão falada pela cidade. Só soube dela porque vi placas indicativas e fiquei curiosa. Ela fica na mesma estrada da Pedra Branca, porém mais pra cima. São cerca de 2km de estrada de terra. O carro passou mas é necessário um pouco de experiência, pois há muitas “costelinhas” pelo caminho e o terreno é muito irregular.

O lugar é lindo. São 7 quedas ao longo da propriedade, que também é particular (R$4,00). Mas podemos avistar somente 4 quedas, as outras são intocadas ainda.

O caminho
O caminho

O local tem infraestrutura de restaurante e há uma espécie de piscina de água represada da cachoeira, uma ótima opção para dias quentes e com as crianças.

Ótimo para baho
Ótimo para banho
Uma das quedas
Uma das quedas

Poço dos Ingleses:

Já no retorno decidimos parar no Poço dos Ingleses. Essa cachoeira é a primeira da estrada, mas paramos somente na volta. Você deixa o carro na estrada e segue por uma trilha de 10 minutos, também fácil.

Placa indicativa na estrada
Placa indicativa na estrada

Ela é um pouco mais deserta do que as outras e não havia muita gente por lá. De qualquer forma, é bem bonita e ótima para banho.

Trilha
Trilha
Também boa para banho
Também boa para banho

Na volta para o Centro de Paraty, paramos no Alambique Pedra Branca que fica no caminho. Ele é maior do que o primeiro que paramos e além de cachaça, havia degustação de doces caseiros. Uma delicia!

Camille pediu pra fazer essa foto.. haha
Camille pediu pra fazer essa foto.. haha

Retornamos para a Pousada Rumo dos Ventos e depois fomos passear no Centro Histórico, mas isso é assunto pra outro post…

Leia também: O que fazer em Paraty

As Praias de Trindade

Gostou dessa dica? Insira seu e-mail abaixo e receba novidades em primeira mão.

Post Author: vidadeviajete

12 thoughts on “As Cachoeiras de Paraty

    Warlei Dionisio

    (14 de janeiro de 2016 - 15:59)

    Post muito bem detalhado.
    Obrigado pelas dicas.

      vidadeviajete

      (18 de janeiro de 2016 - 20:28)

      Eu que agradeço a sua visita. Abraços!

    maria eugenia gouvêa Rodrigues

    (16 de fevereiro de 2016 - 11:27)

    Amei Muito bem explicado. Vou seguir as dicas no próximo fim de semana que estarei em Paraty

      vidadeviajete

      (16 de fevereiro de 2016 - 18:36)

      Que bom que gostou. Aproveite Paraty, é maravilhoso. Bjs!

    Tarcilla

    (7 de outubro de 2016 - 11:35)

    VocÊ falou de um mapa, onde posso conseguir? Obrigada
    Ah, adorei as dicas…

      vidadeviajete

      (7 de outubro de 2016 - 14:19)

      Oi Tarcilla, que bom que curtiu as dicas. 😉

      O mapa nós pegamos no centro de visitantes que fica logo no começo do centro histórico. Nos hotéis também tem. Bjs!

    Beatriz Vasconcelos

    (31 de dezembro de 2016 - 17:43)

    Antes de viajar, vim dar uma olhada no seu blog sobre as cachoeiras e segui o roteiro que passou. Eu e minha família amamos as cachoeiras! Obrigada pelas dicas tão detalhadas!

      vidadeviajete

      (1 de janeiro de 2017 - 21:08)

      Fico feliz que tenha gostado. As cachoeiras são lindas, né?
      Não vejo a hora de voltar.

      Bjs!

    Ana Sisiliani

    (23 de janeiro de 2017 - 06:04)

    Estarei essa semana em Paraty e suas dicas detalhadas sobre as cachoeiras com certeza vai me ajudar #muitovlida
    Obrigada!!!!

      vidadeviajete

      (30 de janeiro de 2017 - 19:35)

      Opa! Que bom que você gostou! Espero que a viagem tenha sido ótima!

      Bjs!

    Lessandra Alves

    (16 de março de 2017 - 21:44)

    Olá, tudo bem? Foi gracas a rota que vc disponibilizou, que não foi preciso pagarmos para ir às cachoeiras. Muito obrigada por compartilhar essas eficazes informações. Bjussss

      vidadeviajete

      (27 de março de 2017 - 20:07)

      Fico feliz que tenham aproveitado as dicas.

      Beijos! 🙂

Deixe um comentário pra gente!