Cânion do Xingó -O Paraíso no Sertão

Quando comecei a planejar a viagem pro nordeste eu tinha um foco. Conhecer o Cânion do Xingó. Fiz malabarismo pra conseguir incluir esse passeio no roteiro e deu certo, muito certo!

Agendei o barco direto com a empresa (não sei o nome, liguei pro Karranca’s e eles me passaram um telefone de agendamento), 1 mês antes da viagem, pois como era altíssima temporada, eu não poderia me arriscar a não conseguir. Optei por comprar somente o ingresso do passeio sem transfer de Aracaju porque achei caro e como estava de carro sairia mais em conta e logicamente teríamos mais liberdade.

Saímos de Aracaju as 7:30 da manhã rumo a Canindé de São Francisco. Foram aproximadamente 200km de percurso somente de ida. A estrada não é lá essas coisas, mas está longe de ser ruim. Foi super tranquilo.

Chegando em Canindé
Chegando em Canindé

Nosso passeio estava agendado para as 10 da manhã, chegamos as 9:50 (ui!) e fomos os últimos a entrar no barco (correndo!).

O barco é grande e possui um deck em baixo e um em cima, tem banheiro, bar e até um chuveiro para nos refrescarmos. Achei bem confortável.

O barco
O barco

Iniciamos o passeio rumo ao Paraíso do Talhado ao som do bom forró nordestino. Ao longo de todo o trajeto um guia vai explicando a história do Cânion e do Rio São Francisco. Vale a pena prestar atenção.

IMG_5361

Até o Talhado são mais ou menos 40 minutos de navegação. O local é lindo demais, não tenho palavras pra descrever.

IMG_5270

Chegando no Paraíso do Talhado desembarcamos e tínhamos 3 opções a fazer:

  1. Entrar em uma “piscina” artificial com boias do tipo “macarrão”;
  2. Embarcar em uma canoa para passar  pelos paredões e apreciar melhor o Talhado;
  3. Ficar no barco esperando o retorno.

Fizemos a opção 1 e 2. Mas teve gente que optou pelo 3, acredita?

Achei muito divertido entrar na “piscina”. Já vi relatos de que isso é programa de índio, mas eu não achei. É bem fundo, mas é só usar 2 “macarrões” que dá pra ficar tranquilamente. As crianças também podem entrar, lógico que sob a supervisão dos pais. Há quem se arrisque a pular do trampolim, mas aí a pessoa tem que saber nadar bem. De acordo com o salva vidas, são 10 metros de profundidade.

IMG_5340

Fizemos também o passeio da Canoa (R$ 5,00 por pessoa). É bem rápido, uns 10 minutos só. Mas vale muuuiiitttoooo a pena! É muito lindo e o lugar transmite uma paz muito boa. Fiquei com medo de levar a câmera e levei uma mixuruca que eu tenho. Me arrependi, não consegui registrar a beleza do lugar como ela é.

Canoa
Canoa
Reparem na cara da alegria do "homi"
Reparem na cara da alegria do “homi”

Na volta o comandante pediu para segurarmos as coisas que podiam voar, pois estávamos indo contra o vento. Ah, que delícia! Aquele vento gostoso, aquele sol, o balaço do barco e até o forró.

Camille aprovou o passeio
Camille aprovou o passeio

Retornamos ao píer com uma fome de leão. Almoçamos no restaurante Karranca’s. Era buffet livre por um preço único e podia repetir. Gostei da comida e do atendimento.

Super recomendo esse passeio, inclusive para crianças. A pequena Camille amou e tinha muitas crianças no barco, que pelo visto estavam se divertindo bastante também.

O retorno foi super tranquilo, chegamos em Aracaju por volta das 17 horas.

Por do Sol no sertão
Por do Sol no sertão

Quem quiser aproveitar e conhecer alguma cidade próxima pode pernoitar em Piranhas. Dizem que é bem legal.

Veja esse passeio em vídeo.


Já conhece o Cânion? Tem alguma dúvida ou dica? Deixe aqui pra gente!

Siga-nos no instagram: @vidadeviajete

Curta nossa página no Facebook.

Insira o seu e-mail e receba todas as nossas dicas!

 

Post Author: vidadeviajete

Deixe um comentário pra gente!