Foz do Iguaçu – Cidade Mágica

Cidade mágica, cheia de encantos naturais. As cataratas são impressionantes tanto no lado Brasil, quanto no lado Argentino. Quatro dias são suficientes para conhecer e deixar com gostinho de quero mais! Não deixe de visitar as cataratas Brasileiras e Argentinas (onde fica a Garganta do Diabo), o parque das aves e a usina de Itaipu e, como ninguém é de ferro, um pulinho no Paraguai pra comprar bugigangas.

  • A 1ª vez em Foz:

“Algumas viagens eu faço no impulso e essa é uma delas. Um dia estava em casa e do nada chamei meu tio (que é companheiro de viagens) pelo Facebook:

– Tio, vamos em Foz do Iguaçu? 

– Tá doida?

– Não tio, é sério! Já vi tudo!

E aí foi só escolher o dia, hotel, passeios e lá fomos nós…”

“Fomos pra Foz no mês de novembro, era primavera. Achei que fosse estar tão fresco quanto Curitiba, afinal estávamos indo pro Sul. Logo assim que o avião decolou o piloto já informou que havia muitas correntes de vento no Sul e que teria turbulência (que medo!). Mas graças a Deus o voo foi tranquilo. Chegando em Foz que calor! Estava nublado e um calor dos in&#%¨$!!! Parecia que o céu estava caindo de tão abafado! Só aí me dei conta de que apesar de estar no Sul, Foz não segue muito o mesmo parâmetro de clima.

Como não deu tempo de muito planejamento reservei o hotel com transfer do aeroporto e serviços de leva e traz, fiquei com receio de como me locomover na cidade. Deu tudo certo, eles foram pontuais em todos os trajetos e no caminho ainda davam dicas valiosas para economizar e não cair nos preços turísticos. Ah, o hotel é o Iguaçu Charm Suítes. É simples, porém muito confortável e com um serviço de ótima qualidade. Super recomendo!”

Os passeios:

“Começamos com a clássica dobradinha Parque das Aves e Parque Nacional Iguaçu (lado brasileiro). O Parque das Aves fica bem em frente ao parque brasileiro então a dica é chegar cedo ao Parque das Aves e depois ir pras cataratas. Vá com disposição, as caminhadas são longas. Mas é tudo muito gratificante. Todo o complexo dispõe de excelente infra estrutura para os visitantes.”

Natália (1)
Parque das aves. Há aves de várias espécies no local. Os tucanos são os que têm contato mais próximo com os visitantes. As araras também ficam bem próximas, mas elas são mais ariscas.
Natália, Camille, Edmar e Davidson (2)
Parque Nacional do Iguaçu – Lado Brasileiro.

“No segundo dia, fomos para as Cataratas Argentinas, mas isso é assunto pra outro post.””No terceiro e último dia em Foz, decidimos por ir em Ciudad del Este, no Paraguai. Fomos com o serviço de leva e traz do hotel, que aliás, acredito ser a maneira mais segura para fazer suas compras.

Ciudad del Este é uma cidade meio confusa, os ambulantes são insistentes. Se você der um sorriso, eles vão andando atrás até te convencer a comprar. então, ignore-os se não quiser o produto.

Ao contrário do que muita gente pensa, no Paraguai há sim lojas confiáveis. É só pesquisar. Os preços pra alguns itens realmente são muito mais em conta, mas pra outros não. Vale a pena ter em mente o que se procura e saber qual é o preço praticado no Brasil para fazer comparações. Todas as moedas são bem vindas: Real, Dólar, Peso Argentino…é uma festa! rsrs

Almoçamos em um restaurante a quilo bem simpático e uma comida muito saborosa. Não tive dificuldades com comida como vejo em muitos relatos. E eu estava com criança…

Como ainda tínhamos a tarde livre pós Paraguai, decidimos ir ao Marco das Três Fronteiras que eu carinhosamente apelidei como o Marco do Sol mais Quente da Fronteira! Por que do nome? Ah…lugar quente da &*$¨&%#!!! Não aguentei ficar mais que meia hora, e olha que sou carioca e AMO o sol e calor. Enfim… é interessante pela história. É o encontro dos 3 países (Brasil, Argentina e Paraguai). Tem só uma lojinha de lembranças. Vale a pena só pelo apelo turístico.”

Marco das Três Fronteiras
Marco das Três Fronteiras.

Monumento das Américas (2)

  • A 2ª vez em Foz:

“Em 2014, voltando de uma longa viagem até Buenos Aires de carro, decidimos parar em Foz pra descansar antes de seguir pro Rio de Janeiro. A ideia era ficar 2 noites. Usaríamos 1 dia pra ficar de bobeira na cidade e no dia seguinte iríamos partir cedo. Mas quem disse que conseguimos? Acabamos ficando 4 noites!!!! Conhecemos a Usina de Itaipu, voltamos às Cataratas dos dois lados, fomos ao Paraguai (ninguém resiste…rsrs), Cassino e Free Shopping.”

“Dessa vez era inverno e mais uma vez Foz me mostrou que não segue o mesmo parâmetro de outras cidades do Sul. Sim!!! Estava calor!!! À noite até refrescava bem e dava pra usar um casaquinho, mas de dia era um calor delicioso.”

A hospedagem:

“Optamos por ficar no Ibis Foz do Iguaçu pela sua localização, preço e comodidade. Fica bem próximo a restaurantes, padarias, farmácias, postos de gasolina…Valeu muito a pena.”

Os Passeios:

“Acordamos bem cedo no primeiro dia para conhecer a Usina de Itapú. A usina fica metade no Brasil, metade no Paraguai (eu não sabia disso). Tínhamos 3 opções de passeio lá dentro: o Circuito Especial, a Visita Panorâmica e o Refúgio Biológico. Escolhemos a Visita Panorâmica, pois era o mais rápido (2 horas), porque depois dali ainda visitamos as Cataratas, o Parque das Aves e o Free Shopping. E voltamos nesses lugares, pois um casal super querido de amigos foram ao nosso encontro e eles ainda não conheciam. Mas voltando a Usina… foi um passeio muito interessante, embarcamos em um ônibus panorâmico e em algumas paradas específicas, a gente descia pra conhecer melhor. Há uma parada em que é possível fazer o passeio de barco pelo Lago de Itapú e pegar outro ônibus depois. Optamos por não fazer.”

“Pra quem quiser fazer o Circuito Especial, é importante dizer que é proibido para menores de 14 anos, e é obrigatório o uso de sapato fechado, de preferência tênis ou bota e roupa abaixo do joelho. É uma visita digamos, mais técnica.”

“A visita ao refúgio biológico parece ser bem interessante também. É quase um safari”

DSC08501
Itaipú
DSC08506
Vertedouro. Raramente ele abre.
DSC08525
Porto Kattamaram
IMG_3373
Ônibus Panorâmico

“No mesmo dia seguimos para as Cataratas do Iguaçu e Parque das Aves. E se eu puder dar uma dica a vocês é: visite Foz em épocas diferentes do ano. É incrível como o volume das águas muda.”

DSC08567
Cataratas
IMG_3413
Entrada do Parque

“No final do dia, mesmo super cansados, ainda fomos fazer umas comprinhas no Free Shopping”

IMG_3354
Free Shopping

“No dia seguinte, partimos rumo ao Paraguai para mais comprinhas. Eu não sou consumista, prefiro gastar o dinheiro em passeios. Mas como muita coisa no Paraguai compensa, eu não poderia deixar de ir. É claro que já vou com a noção do preço no Brasil para não trocar 6 por meia dúzia. E realmente só comprei o que valia a pena. Mas no final eu devo ter gasto quase 100 dólares (sou realmente comportada). Uma dica importante: vá bem cedo, o comércio do Paraguai começa bem cedo. Por volta das 7 da manhã já está tudo aberto e por volta as 15 horas já começa a fechar. Algumas coisas abrem até mais tarde. Mas muita coisa fecha cedo mesmo. E mesmo estando de carro, optamos pelo leva e trás e recomendo que você contrate um também.”

“Voltamos para o hotel, deixamos nossas compras e partimos rumo as Cataratas do lado Argentino, mas isso eu conto em outro post.”

Procurando hotel em Foz do Iguaçu? Reserve aqui pelo blog, você não paga a mais por isso e ainda ajuda o projeto do nosso blog.

Booking.com

Veja também:

O que fazer e onde se hospedar em Foz do Iguaçu

City Tour Foz do Iguaçu

Roteiro de Carro do Rio a Foz do Iguaçu

Insira o seu e-mail e receba todas as nossas dicas!

 

Post Author: vidadeviajete

2 thoughts on “Foz do Iguaçu – Cidade Mágica

Deixe um comentário pra gente!